A segurança do trabalho pode ser entendida como um conjunto de várias medidas que podem ser adotadas com o intuito de diminuir os acidentes do trabalho, doenças ocupacionais e, acima de tudo, proteger a integridade e a capacidade de trabalho do colaborador.

O que é Segurança do Trabalho?

A segurança do trabalho é regida por normas e leis. No Brasil, a Legislação de SST é composta pelas NR’s – Normas Regulamentadoras, leis complementares que podem ser compostas por portarias, decretos e também advindas das convenções internacionais da Organização Internacional do Trabalho, legalizadas aqui no Brasil.

O quadro de profissionais de Segurança do Trabalho em uma empresa engloba uma equipe multidisciplinar que é composta por Técnicos de Segurança do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Médico do Trabalho e Enfermeiro do Trabalho. A junção destes profissionais é o que chamamos de O SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do trabalho.

Também assegurando a área de SST de uma empresa, temos a comissão interna de prevenção de acidentes ou simplesmente CIPA, que se trata de uma comissão paritária constituída por representantes dos empregados (eleitos em escrutínio secreto) e dos empregadores (designados pelo empregador), que atua na promoção à segurança e saúde dos trabalhadores.

Como sei como a equipe do SESMT deve ser composta? E qual o tamanho da CIPA?

O dimensionamento do SESMT e da CIPA é feito através da Norma Regulamentadora nº 04 e nº 05 respectivamente. Este cálculo é baseado no grau de risco da atividade da empresa e do número total de funcionários.

Qual a importância da Segurança do Trabalho em uma empresa?

Em uma empresa, a área de SST pode atuar de várias maneiras, sempre com o intuito de adaptar o ambiente laboral ao colaborador. Para que isso aconteça, é necessário o desenvolvimento de ações técnicas, administrativas e médicas. Algumas dessas ações são:
– Estudo da legislação de segurança do trabalho, normas técnicas e responsabilidades do empregador e dos empregados;
– Estudo dos ambientes de trabalho existentes em determinada empresa;
– Promoção de palestras e treinamentos;
– Obrigatoriedade do uso de EPI’s e EPC’s
– Análise e entendimento dos resultados obtidos, obtendo o diagnóstico para eventuais correções e ajustes dos métodos utilizados;
– Ações relacionadas à área de medicina do trabalho, realizando o cumprimento do que pede o PCMSO, incluindo os exames médicos.
– Avaliação das causas de possíveis doenças do trabalho, diagnosticando o agente causador e trabalhando em possíveis medidas corretivas;
– Promoção de campanhas de vacinação, quando necessário.

A empresa deve adotar as medidas exigidas por lei não somente porque é obrigatório mas sim porque a Segurança do Trabalho faz com que a empresa se organize, aumentando a produtividade e a qualidade dos produtos, melhorando as relações humanas no trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui