O que é porta corta-fogo?

As portas corta-fogo são de extrema importância para as medidas de combate a incêndio, seja de edificações industriais ou de moradia. As portas corta-fogo estão presentes em diversos lugares. E é um item de segurança que é de extrema importância para a gestão de segurança do trabalho de uma empresa ou condomínio.

É importante saber o que são e como se classificam as portas corta-fogo para assim poder fazer o dimensionamento e a aplicação delas nos projetos!

Portas corta-fogo o que é, quais as classes

O que são as portas corta-fogo?

Segundo a NBR-11742 (porta corta-fogo para saída de emergência) – são portas feitas de materiais especiais, cujo objetivo é impedir ou retardar a propagação de fogo, calor e gases de um meio para outro. Sua função é a de controlar as chamas e o calor resultante do fogo, e por isso que é o equipamento usado nas saídas de emergência e escadas de incêndio, possibilitando uma maneira segura para a passagem de civis e acesso aos bombeiros para combaterem o fogo.

As portas corta-fogo são indicadas para instalação nos seguintes locais, dependendo das necessidades de cada local:

  • Antecâmaras de escadas de incêndio;
  • Entrada de escritórios e apartamentos;
  • Áreas de refúgio;
  • Portas nos corredores que fazem parte das rotas de fuga;
  • Acesso a local de medição, proteção e transformação de energia elétrica;
  • Entre outras.

Como se classificam as portas corta-fogo?

As portas corta-fogo se dividem em classes que vão de acordo com sua resistência ao fogo e aos padrões técnicos. Cada classe indica o tempo mínimo de resistência ao fogo (em minutos). Assim, as portas corta-fogo são divididas em quatro classes, dependendo do tempo de sua resistência as chamas.

Classe P-30

Porta corta-fogo com resistência ao fogo de 30 minutos. Elas são indicadas para o fechamento de acessos em apartamentos residenciais.

Classe P-60

Elas são projetadas para fechamento de abertura em paredes corta-fogo correspondentes a uma hora; bloqueio do acesso à antecâmara de escadas de emergência ou escritórios em edifícios comerciais e industriais.

Classe P-90

Elas geralmente são projetadas para o fechamento de aberturas em paredes corta-fogo correspondentes a 1 hora e 30 minutos, em acessos para pessoas, passagens de escritórios com locais de industrialização, comercialização e armazenamento; fechamento do acesso a locais de medição, proteção e transformação de energia elétrica.

Classe P-120

Elas são usadas para fechamento de aberturas em paredes corta-fogo correspondentes a 2 horas; em passagens para pessoas, em associações não previstas para a P-90, e sempre no caso de uma parede com resistência de 4 horas.

Obs.: Todas as classes de portas podem ter uma função adicional de proteção contra fumaça; nesse caso, adicione a letra “F” após a letra “P” (por exemplo, PF-60).

Quais as portas corta-fogo que podem ser utilizadas em um projeto?

Existe uma combinação de resistência às chamas (classe de porta) e seu uso nas edificações. Mesmo que a Norma Técnica de Referência (ABNT NBR 11742) faça desde a classificação as portas corta-fogo (P-30, P-60, P-90 e P-120) e até sua utilização, cada Corpo de Bombeiros Estadual que irá definir um dos quatro tempos de resistência ao fogo (P) na qual a porta deve proporcionar, levando em consideração a existência ou não de uma antecâmara e o cálculo de risco da edificação.

Também é requisito padrão a instalação de uma porta corta-fogo com três dobradiças. Eles podem variar dependendo do modelo (fechamento por gravidade ou por um dispositivo hidráulico – mola), mas jamais em quantidade.

Manutenção das portas corta-fogo

Ao contrário de um extintor de incêndio ou sprinkler, uma porta corta-fogo é usada diariamente como uma passagem quando subimos ou descemos um andar. Assim, ela não espera parada o momento de “entrar em ação”, pelo contrário: é utilizada várias vezes nos movimentos de abrir e fechar. Então, os dispositivos que garantem a abertura e o fechamento das portas devem estar passando por inspeções e manutenções mensais. A cada seis meses, é necessário verificar as condições da folha da porta e a lubrificação das dobradiças e da fechadura com graxa.

É importante observar que a manutenção e a limpeza da porta devem levar em consideração os produtos para esse procedimento, pois o uso de agentes corrosivos na limpeza das portas corta-fogo pode facilitar o processo de oxidação ou, a longo prazo, danificar o produto e a estrutura interna da porta.

Não menos importante do que manter uma porta corta-fogo é observar a situação da saída de emergência. Geralmente elas são usadas para armazenamento temporário de vários itens: um residente da edificação pode acabar deixando móveis obstruindo a saída de emergência, por exemplo. Acontece que emergências não tem horário para acontecer e, em caso de incêndio, as pessoas poderão sofrer para passar pela saída.

Segurança da porta corta-fogo

As empresas que fabricam portas corta-fogo no Brasil levam seus produtos para certificação, para assim atestar a conformidade do produto com as normas técnicas, porque o desempenho e a segurança de uma porta corta-fogo estão diretamente relacionados aos materiais utilizados em sua fabricação e no controle do processo produtivo.

E aí, restou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe nos comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui