O que são os riscos ambientais?

Independentemente do ramo de atividade, os funcionários podem estar expostos a diversos riscos ambientais e, assim, podem sofrer danos irreparáveis à sua saúde.

Em suma, os riscos ambientais estão presentes no ambiente de trabalho. E se estiverem acima dos limites de tolerância, podem colocar a saúde do trabalhador em perigo.

Neste artigo, você aprenderá quais são os riscos ambientais e quais tipos de riscos podem ser encontrados no local de trabalho.

Conheça bem os riscos ambientais

Se estamos conscientes dos riscos ambientais e como eles penetram no corpo do trabalhador, você saberá como escolher o equipamento de proteção individual adequado e fazer com que os equipamentos de proteção coletiva sejam bem estruturados e funcionais.

O entendimento completo dos riscos ambientais de uma determinada empresa é de extrema importância para o desenvolvimento dos programas de saúde ocupacional (PPRA e PCMSO) e para a gestão de SST da empresa.

Leia também:

Devemos ter conhecimento sobre o efeito desse agente no corpo do trabalhador e que tipo de agressão ele causa, assim podemos saber que tipo de doença que ele pode causar e como controlar a saúde desse trabalhador.

Por isso é importante podermos conhecer bem os riscos ambientais.

Quais são os riscos ambientais?

Riscos ambientais presentes no ambiente de trabalho!

A classificação dos riscos ambientais é estabelecida da seguinte forma: riscos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos (acidentes).

Vale ressaltar que os riscos mecânicos (acidentes) e ergonômicos, embora não contemplados pela norma regulamentadora nº 09 (Programas de Prevenção de Riscos Ambientais), também devem ser levados em conta, pois representam riscos ambientais que comprometem a saúde e a integridade física dos trabalhadores.

Riscos Físicos: São diferentes formas de energia que podem estar expostos a trabalhadores e causar acidentes ou doenças do trabalho;

Riscos Químicos: São substâncias, compostos ou produtos que podem penetrar em nosso corpo através do sistema respiratório, por contato ou absorvido pelo corpo através da pele ou se ingerido;

Riscos Biológicos: Existem vários tipos de microrganismos que podem entrar no corpo através do trato respiratório, através do contato, ou absorvidos pelo corpo através da pele ou se ingeridos;

Riscos Ergonômicos: São fatores relacionados aos aspectos psicológicos e fisiológicos que surgem como resultado de uma adaptação instável do ambiente de trabalho às necessidades, habilidades e limitações de uma pessoa;

Riscos de mecânicos (de acidentes): Estão associados a atividades relacionadas a máquinas, equipamentos e outras situações que podem levar a possíveis contatos nocivos e a ocorrência de acidentes no trabalho.

Leia também:

Tabela de riscos ambientais completa

Abaixo você confere a tabela completa com todos os riscos ambientais conforme sua cor e grupo.

Grupo 1 Grupo 2 Grupo 3 Grupo 4 Grupo 5
Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonômicos
Riscos de Acidentes
(mecânicos)
Ruído Poeiras Vírus Esforço Físico
Intenso
Arranjo físico
inadequado

Vibrações

Fumos metálicos

Bactérias
Levantamento e
transporte manual de
peso
Máquinas e
equipamentos sem
proteção

Radiações
ionizantes

Névoas

Protozoários
Exigência de
postura inadequada
Ferramentas
inadequadas ou
defeituosas
Radiação não
ionizante
Neblina Fungos Controle rígido de
produtividade
Iluminação
inadequada
Frio Gases Parasitas Imposição de ritmos
excessivos
Eletricidade
Calor Vapores Bacilos Trabalho em turno e
noturno
Probabilidade de
incêndio e explosão

Pressões
anormais
Substâncias,
compostos ou
produtos químicos
em geral

Animais
peçonhentos

Jornada de trabalho
prolongadas

Armazenamento
inadequado
Umidade Monotonia e
repetitividade
Picadas de insetos,
cobras, aranhas, etc.

Temperaturas
extremas
Outras situações
causadoras de
stress físico e/ou
psíquico
Outras situações de
risco que poderão
contribuir para a
ocorrência de
acidentes

O que é mapa de riscos ambientais?

O mapa de riscos é a representação gráfica dos riscos de acidentes e doenças do trabalho existentes na empresa. Nele, será mostrado com clareza quais os riscos que o ambiente de trabalho poderá apresentar.

Ele foi criado na década de 60 pelos italianos e chegou ao Brasil apenas no final dos anos 70. Com o crescimento da produção industrial e do número de acidentes, esse método foi logo usado em fábricas e industrias, e em 1992 tornou-se obrigatório. Desde então, o Mapa de Riscos é imposto em todos os países onde a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) está presente, e sua ausência pode levar a penalidades de alto custo para as indústrias.

O mapa de riscos ambientais tem como objetivo coletar informações suficientes para estabelecer o diagnóstico necessário para controla a condição de saúde e segurança no trabalho da instituição;

Garantir a troca e a divulgação de informações entre servidores, bem como estimular sua participação em medidas preventivas.

Leia também: Artigo completo sobre o mapa de riscos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui