Incidentes são sinais de alerta

Incidentes são ocorrências que não têm a capacidade de gerar ferimentos pois a possível vítima não se encontrava em uma situação onde poderia se machucar. É muito provável que, se soubéssemos de tudo o que acontece, perceberíamos que temos muito mais incidentes que não provocam danos do que aqueles que causam.

Deixar um objeto pesado cair no chão e o mesmo não acerta o próprio pé. Este é um incidente comum, porém incapaz de gerar qualquer dano. Você saberia me dizer o principal diferencial entre a causa de um incidente para um acidente? Em geral é uma fração de segundos ou centímetros de distância.

Casos de incidentes no dia-a-dia

Cuidados com os incidentes no trabalho

Vamos pensar um pouco. Uma fração de segundos ou um centímetro de distância tem a capacidade de separar você ou um amigo de um acidente de carro. Você chamaria isso de sorte? Talvez não.  Considere que você esteja voltando para casa à noite e quase atropele uma criança que esteja correndo atrás de uma bola. Você considera ter tido sorte ao conseguir frear no último segundo? Não. Muito provável que outro motorista poderia ter atropelado a criança. Em casos assim, devemos considerar que você poderia ter reflexos melhores, estivesse mais atento ao seu redor ou apenas ser mais cuidados. Também temos que considerar os meios externos, tais como: o carro pode estar com os freios funcionando corretamente, faróis melhores ou pneus melhores.

De qualquer forma, não é apenas a sorte que transforma um incidente em um acidente. Quando algo como uma criança quase sendo atropelada acontece, certamente você irá prestar mais atenção quando passas por vias idênticas à do incidente e irá diminuir a velocidade. Pois é normal que crianças brinquem nas calçadas e de repente podem acabar correndo na rua.

Incidentes no trabalho

No ambiente de trabalho, um incidente deve ser tomado como um sinal de alerta do mesmo jeito. Uma situação que pode causar um incidente pode muito facilmente acarretar em um acidente se as medidas preventivas não forem tomadas, caso aconteça uma próxima vez.

Um exemplo muito comum que acontece em oficinas e em áreas onde há manutenção de máquinas e equipamentos é uma mancha de óleo no chão. Uma pessoa pode passar pelo local, ver, passar por ela e não acontecer nada.  Mas uma outra pessoa pode passar pelo local, não reparar na mancha de óleo, escorregar e quase cair; depois ela vai reclamar sobre a situação e ir embora. Até que, infelizmente, a terceira pessoa que passar pela mancha de óleo vai escorregar, perder o equilíbrio e cair – podendo bater a cabeça ou bater as costas.

Outro exemplo bem interessante é o armazenamento de materiais sem estarem travados/amarrados. O material cai próximo a uma pessoa que estava passando pelo local, porém pelo fato de não ter sido atingida, ela apenas se recupera do susto e diz: “Uau, essa passou perto! ”. Mas se o material é recolocado e não é feita a amarração ou travamento, e ela cai em cima de uma outra pessoa que não teve a capacidade de desviar rapidamente e acabar se machucando, a situação pode vir a causar danos sérios a saúde da pessoa e medidas administrativas e de prevenção serão tomadas com o responsável pelo armazenamento daquele material.

O que devemos aprender com os quase acidentes?

Qual a conclusão que devemos tirar disso? É que sempre temos que ficar em alerta com os incidentes que acontecem tanto no nosso dia-a-dia ou quando estamos trabalhando. Assim podemos evitar presenciarmos ou sofrermos um acidente de verdade. É válido lembrar que incidentes são sinais de alerta verdadeiros.

Por exemplo: o armazenamento de material pode estar sendo feito de forma inadequada; a organização do local de trabalho, materiais e ferramentas podem estar em más condições ou sendo malfeitas e os equipamentos de proteção no local podem não estar funcionando corretamente. Então, devemos ficar de olho nos detalhes em que podemos estar tratando como “paisagem” e estão erradas e podem ocasionar em um acidente de trabalho. E assim iremos fazer algo que possa corrigir e proteger a nós mesmos e a terceiros.

O comportamento seguro é uma ferramenta que pode ajudar na identificação e prevenção de possíveis casos de incidentes, condições inseguras e outras causas de acidentes que podem ser corrigidas antes de acontecer algo grave.

É importante relatar e corrigir situações de riscos e por isso devemos tratar incidentes como sinais de alerta para que acidentes graves não aconteçam! Assim descobriremos suas causas, enquanto tivermos chance.

Não devemos de forma alguma ignorar os incidentes!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui