Comportamento seguro

A falta do comportamento seguro no trabalho é a principal causa de acidentes de trabalho. Expor-se a riscos é geralmente causado pelo desconhecimento das normas do Ministério do Trabalho, cujo princípio é assegurar a saúde, segurança e qualidade de vida do trabalhador.

Atualmente há um crescimento por parte das empresas em fortalecer a cultura de prevenção, fornecendo equipamentos de proteção individual (EPI) de alta qualidade exclusivos para cada atividade, além de treinamento para o manuseio adequado de ferramentas e equipamentos de trabalho e informações sobre os riscos associados à sua atividade.

O que é comportamento seguro?

O que é comportamento seguro?

Toda profissão e ambiente de trabalho expõem o trabalhador a algum tipo de risco. No entanto, algumas atividades podem expor o trabalhador a riscos maiores e mais graves, assim requerendo atenção especial – fornecimento e obrigatoriedade do uso de EPI’s, colocação de placas de sinalização de segurança na área de trabalho e outras medidas preventivas que se mostrem válidas.

Ter o comportamento seguro não é o funcionário que usa os equipamentos de proteção individual e cumpri as normas de segurança por ter medo de sofrer alguma punição. É inegável que ainda existam profissionais ao utilizar os óculos, luvas, botas e capacetes, sem entender quão importante eles são para que não sofram acidentes durante suas atividades.

O comportamento seguro é capaz de fazer com que o colaborador tenha capacidade produtiva melhor que outros que não têm. O comportamento seguro advém de treinamentos dados pela empresa para demonstrar ao colaborador porque é importante que ele desempenhe suas atividades de acordo com as regras de segurança e saúde do trabalho, evitando se expor a riscos que podem ocasionar em acidentes de trabalho.

O comportamento saudável, por outro lado, está associado à melhoria da saúde dos trabalhadores, estimulando a mudança de maus hábitos, além de considerar a convivência harmoniosa entre os colegas.

O acidente do trabalho está ligado ao comportamento seguro

Nós da área de segurança do trabalho estamos constantemente observando os métodos de trabalho, os procedimentos operacionais de cada atividade, etc. Com isso, temos um olhar treinado para podermos saber como cada atividade/processo deve ser realizado.

Mas não é só sobre como a atividade deve ser feita que estamos habituados a observar. Um dos nossos maiores objetivos é observar o comportamento humano. Saber como os colaboradores estão. Na maioria das vezes os atos inseguros advêm de preocupações, pressão por produtividade, descuido, etc. Quem nunca ouviu de um colaborador que estava utilizando uma ferramenta inadequada porque a ferramenta correta estava muito longe e a atividade iria demorar mais que o necessário? Isso, infelizmente, é um problema que estamos acostumados a lidar.

E é onde o comportamento seguro está ligado com o acidente de trabalho. Quando o colaborador está ciente sobre as regras de comportamento seguro e elas já estão massificadas em seu dia-a-dia de trabalho, aquela ferramenta que estava longe, agora estará no local de trabalho dele, porque ele saberá que a utilização de improvisos pode ocasionar um acidente.

Criaremos duas situações de comportamento de risco e avaliaremos cada situação. O ideal é utilizar esse assunto em DDS!

Situação 1:

Um trabalhador de limpeza estava limpando o prédio de escritórios: ele encerrou o chão. Quando uma cera secou, uma última, por sua vez, para não marcar o chão com uma solução da bota protetora, remover e entrar na sala para arrumar os móveis em seu lugar. Levantando uma cadeira do escritório para entregá-la em seu lugar original, ele desmontou e caiu sobre uma perna, provocou um deslocamento, permanecendo a uma distância de 3 (três) dias.

Nota. Esse membro da equipe recebeu recomendações de segurança sobre o uso continuado da bota e de outros EPIs, quando necessário, e todos são registrados e registrados na forma de uma anotação.

Situação 2:

O funcionário foi aconselhado a polir a estante de metal com um pulverizador de aço inoxidável, porque haverá uma visita importante nesse dia. Um detalhe: 15 minutos antes do final do turno e, durante o serviço, o funcionário não usava luva de látex e óculos de segurança incolores para realizar o serviço.

Qual foi o resultado? Ao usar o produto, que é um aerossol, ele entrou em seus olhos, causando uma sensação insuportável de queimação, e ela teve que ser levada ao hospital, onde ficou por 2 dias devido a uma pequena lesão na córnea.

Ambas as situações refletem claramente o fator comportamental que a maioria dos trabalhadores possui em relação à sua própria segurança. As empresas se esforçam para garantir que nossa cultura preventiva seja a mais aguda, fornecendo treinamento, fornecendo ferramentas adequadas e equipamentos de proteção individual de alta qualidade. No entanto, nós, no campo da segurança do trabalho, devemos forçar todos a aplicar esses conceitos, a usar equipamentos e ferramentas de proteção individual corretamente.

Implementar o comportamento seguro não é fácil e nem rápido, necessita de persistência e paciência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui