Qual a diferença entre Ato Inseguro e Condição Insegura?

Atos inseguros e condições inseguras podem ser encontrados em todos os lugares e não estão necessariamente relacionadas ao local de trabalho. Esse tipo de circunstância pode facilmente passar despercebido ou também integrado ao dia a dia, de uma maneira que pode parecer até que inofensiva e parte do ambiente, ainda que crie riscos para o bem-estar e a saúde do colaborador.

Apesar de parecerem sinônimos, no entanto, atos inseguros e condições inseguras não têm o mesmo significado, não importa o quão podem parecer complementares. A fim de evitar consequências graves para colaboradores e ao ambiente de trabalho, é de extrema importância conhecer as diferenças entre o ato inseguro e a condição insegura, para assim aprender a melhor maneira de fazer a prevenção apropriada para eles.

Ato Inseguro e Condição Insegura: O que são? Quais as diferenças?
A diferença entre o ato inseguro e a condição insegura é que na primeira, o colaborador se põe em risco, sendo intencional ou não; e no segundo, o ambiente de trabalho coloca o colaborador em risco.

O que são os atos inseguros e as condições inseguras?

Acidentes não acontecem por acaso, eles foram causados por alguma causa que não estava correta – seja um erro humano por parte do trabalhador, o não cumprimento das normas de segurança especificadas ou uma condição insegura existente no local de trabalho.

Mesmo acidentes simples sem consequências devem ser investigados para que você possa entender o que causou essa situação. A análise é essencial para evitar a recorrência de acidentes e o fato de que eles podem levar a piores consequências futuramente. Isso porque, ao aprender sobre o que causou a situação, você pode fazer alterações para evitá-las.

Geralmente, os acidentes são causados ​​por um dos dois motivos, conhecidos como ato inseguro e condição insegura. Entenda a definição de cada um abaixo:

O que é Ato Inseguro?

O ato inseguro acontece quando o colaborador se põe em risco, estando ou não ciente das consequências.

Estas são atos inseguros:

• Não usar equipamentos de proteção individual;

• Falta de preparo para a utilização de máquinas, equipamentos e veículos;

• Brincadeiras perigosas durante o expediente;

• Utilização de equipamentos improvisados.

A Portaria do Ministério do Trabalho nº 84/09 revoga o ato inseguro no âmbito da lei, não permitindo que os trabalhadores sejam responsáveis ​​por acidentes de trabalho. O entendimento é de que o colaborador não irá se acidentar de propósito. Assim, tornando as empresas responsáveis pelo ato inseguro, cabendo a ela a criação de métodos de informar e conscientizar seus trabalhadores sobre como agir adequadamente na execução de seu trabalho.

O que é Condição Insegura?

A condição insegura é caracterizada quando o ambiente de trabalho é perigoso para o trabalhador.

Há muitas possibilidades, tais como:

• Construção de andaimes com materiais inadequados;

• Falta de manutenção nas máquinas;

• Presença de fios desencapados;

• Dispositivos de segurança defeituosos;

• Ventilação inadequada;

• Extintores de incêndio vencidos;

• Vidros quebrados espalhados no chão;

• Piso molhado;

• Falta de sinalização de segurança;

• Iluminação inadequada;

• Escadas sem adesivos antiderrapantes;

• Risco de explosão.

Ato Inseguro e Condição insegura no ambiente de trabalho
A organização do ambiente de trabalho é essencial para evitar atos e condições inseguras!

Como evitar os atos e condições inseguras?

Se um colaborador se acidenta em seu local de trabalho, acredita-se que a gestão de SST para controlar os atos e condições inseguras não funcionaram corretamente. Não seria exagero atribuir ao gestor como responsável pelo acidente, independentemente da gravidade do ocorrido: o administrador e a empresa são responsáveis ​​por manter o ambiente de trabalho livre de atos e condições inseguras, além de garantir a segurança dos funcionários.

O responsável por cada setor da empresa deve reconhecer as possíveis irregularidades de sua equipe e os riscos que o ambiente de trabalho proporciona, fazendo o possível para extinguir as condições inseguras presentes no local. A manutenção é importante para o meio ambiente, a fim de proporcionar ao trabalhador um ambiente de trabalho seguro, livre de condições inseguras, evitando o risco de acidentes e proporcionando o bem-estar e a qualidade de vida  no trabalho.

No entanto, estima-se que 20% dos acidentes de trabalho são ocasionados pelas condições inseguras, ao mesmo tempo que os atos inseguros são responsáveis pelos 80% de acidentes. Portanto, os maiores responsáveis pelos acidentes de trabalho são os próprios colaboradores – conscientemente ou não. A melhor maneira de lidar com essa alta taxa é oferecer treinamento contínuo para que todos possam entender a importância do EPI, como manusear os equipamentos e valorizar sua própria segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui