O dia a dia no ambiente de trabalho preserva uma variedade de situações que podem levar a acidentes ergonômicos.

Tanto na linha de produção quanto nos setores administrativos e externos, os funcionários enfrentam riscos diários que podem colocar sua saúde em risco, podendo causar danos e prejuízos ao empregador e aos funcionários.

Acidentes ergonômicos

Para garantir sua segurança, mostraremos, neste artigo, os conceitos de acidentes ergonômicos e como evitá-los!

O que é um acidente ergonômico?

Movimentos repetidos, estresse físico, má postura, estresse, longa jornada de trabalho, etc., são exemplos de riscos que podem gerar possíveis acidentes ergonômicos e riscos de doenças ocupacionais.

Se os funcionários estiverem expostos a essas condições, a incidência de acidentes aumenta significativamente, o que resulta em afastamentos do trabalho ou até mesmo perda de sua capacidade laboral devido a problemas mais sérios.

Por exemplo, se o empregador não fornecer o equipamento certo para aqueles que trabalham sentados por um longo período de tempo, problemas na coluna dos colaboradores podem acarretar em limitações para o desempenho produtivo, o que pode causar algumas perdas.
Aqueles que estão sempre expostos a longas jornadas de trabalho, trabalhando sob a forte pressão para atingir metas, e os muitos problemas associados à carreira e à vida familiar, são vítimas fáceis de acidentes.

Um grande acidente ergonômico pode ser causado pela desatenção causada por fadiga física e mental. Além disso, doenças mentais como depressão, síndrome do pânico e estresse podem afetar os funcionários que atuam em um ambiente inapropriado.

Como evitar acidentes ergonômicos?

Primeiramente é necessário proporcionar um ambiente ergonomicamente adequado aos colaboradores, ou seja, equipamentos que levem em consideração a saúde ocupacional dos funcionários, além de sua proteção individual, que são os EPI’s.

Portanto, é essencial investir em cadeiras com assentos e braços reguláveis que possam proporcionar uma postura correta aos funcionários, objetos para o descanso das pernas e para as mãos, e ferramentas de trabalho que promovam conforto físico e mental.

Nesse sentido, seria útil fornecer um ambiente de trabalho bem ventilado, bem sinalizado e pisos adequados para evitar o escorregamento.
No entanto, o mais importante é tomar medidas práticas para valorizar o ser humano, ou seja, evitar que os funcionários trabalhem sob forte pressão ou a execução de atividades repetitivas por longos períodos de tempo.

Estimular a qualidade de vida no ambiente laboral, como alongamentos antes do trabalho, também pode ajudar a prevenir muitos acidentes ergonômicos.

Quais são as vantagens de um local de trabalho satisfatório?

A motivação aumentará significativamente quando os funcionários se sentirem bem no local de trabalho e estiverem seguros em relação aos riscos de acidentes.

Ao mesmo tempo, a produtividade será mais eficiente, o que afetará a qualidade dos serviços prestados. Outra vantagem é a redução dos afastamentos por acidentes – uma situação que leva a grandes desfalques nas empresas.

Portanto, faça todo o possível para que sua empresa compreenda a qualidade de vida de seus funcionários. Além dos equipamentos ergonômicos, recomenda-se utilizar outros métodos, como pausas durante a jornada de trabalho e o incentivo à qualidade de vida.

Não deixe que os funcionários desafiem suas limitações físicas. Colabore para que as leis trabalhistas sejam respeitadas e não deixe de estar sempre à disposição para receber sugestões. Finalmente, a prevenção é a melhor maneira de evitar acidentes ergonômicos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO que é Análise de Riscos?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui